K2 Sistemas - Empresa de Consultoria em Tecnologia de Informação, Rio de Janeiro - Brasil.

K2 Sistemas - Empresa de Consultoria em Tecnologia de Informação, Rio de Janeiro - Brasil.



O que é Acessibilidade?

Acessibilidade e usabilidade são conceitos estritamente associados. Dentro da Engenharia de Usabilidade: O termo "acessibilidade" associa disponibilidade da informação a todos os utilizadores, independentemente da tecnologia e plataforma utilizadas e das capacidades sensoriais e funcionais do utilizador.

Uma interface Web é considerada acessível quando qualquer usuário potencial, usando um qualquer navegador, independentemente da sua capacidade ou conhecimentos, é capaz de compreender toda a informação e interagir.

A acessibilidade na Internet é portanto garantir que seu site esteja disponível e acessível via Web a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso (celular, Palmtop, Web-tv ou qualquer dispositivo de acesso à Web) e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.

Dentre as vantagens em ter um website acessível estão:

- Mais pessoas acessando suas informações ou serviços;

- Seu website adaptado a diferentes tipos de conexão como (computadores menos potentes ou sem mouse, etc);

- Ao ter mais acessos, seu website garantirá a adesão de mais visitantes e atrairá mais anunciantes;

Até hoje pouco se falou sobre acessibilidade em sites da Internet, mas a previsão é que muita coisa mude a partir do final de 2005. A Lei decretada pelo presidente Lula em dois de dezembro de 2004 - um dia antes do dia mundial do deficiente - tem o artigo nº 47 que trata exclusivamente da acessibilidade para Web. A partir de dois de dezembro de 2005, exatamente doze meses a contar da data de publicação deste Decreto, todos os portais e sites da administração pública deverão ter obrigatoriamente seus conteúdos acessíveis para pessoas portadoras de deficiência visual. Aqueles que não cumprirem as recomendações do Governo ficarão sujeitos às penalidades citadas no decreto, como o corte de recursos públicos e empréstimos, sanções administrativas, cíveis e penais cabíveis, previstas em lei, entre outras.